Categorias
Uncategorized

Como consultar o Boletim Online

O mundo da internet nos trouxe facilidades em coisas do nosso dia-a-dia que não imaginávamos que seria necessário! É possível solicitar e visualizar documentação, criar cadastros e mais apenas tendo conexão com a internet!

O mundo escolar não ficou de fora dessa, hoje, você consegue acessar várias informações escolares que antes você só conseguiria ao se encaminhar a uma escola. Segundo o site Notícia na Hora, é possível acessar boletins escolares, notas e frequências em apenas um só lugar e sem precisar sair de casa!

Como acessar o Boletim Online

Para acessar e visualizar o boletim online é necessário ser estudante ou responsável de um, e encontrar o site da secretaria de educação do seu estado!

Quais as informações necessárias para acessar o Boletim Online?

Para acessar o boletim online, você deverá ter em mãos:

  • CGM – Código Geral de Matrícula – para aqueles que são os alunos ou Registro de Aluno (RA) e sua data de nascimento;
  • CPF – para aqueles que são os responsáveis;
  • Ano letivo;

Caso tenha menos de 18 anos, você precisará do seu responsável para acessar as informações!

Ano Letivo 2022

Foi anunciado pelos governos estaduais que as aulas do ano letivo 2022 começam no dia 7 de fevereiro de 2022! Em alguns estados, também é possível fazer a matrícula online do seu filho! O calendário letivo está assim:

  • Início das Aulas: 7 de Fevereiro;
  • Recesso: Abril e Maio;
  • Férias escolares: Julho;
  • Fim do Ano Letivo: entre 16 e 23 de Dezembro.

É esperado que em 2022 seja amenizado os impactos que a pandemia do Covid-19 causaram nos últimos tempos no sistema de ensino, já que nem todas as escolas conseguiram cumprir a carga horária.

Apesar das aulas voltarem a ser presenciais, espera-se uma quantidade menor de alunos já que muitos pais estão receosos com a pandemia ainda ocorrendo. Em alguns estados as aulas seguirão modelo híbrido ou EAD – Ensino à Distância.

 

 

Categorias
Uncategorized

Gabarito do Enem: Como Funciona? Veja aqui

Quem nunca, ao fazer o Exame Nacional do Ensino Médio, chegou em casa extremamente ansioso (ou agoniado) para conferir todas as respostas presentes no gabarito do Enem e compará-las com as suas. Apesar disso, o gabarito do Enem oficial só costuma ser divulgado alguns dias após, mesmo que alguns sites especializados em educação façam uma divulgação própria anteriormente à isto.

O Enem foi criado com a intenção de agir como um avaliador do Ensino Médio de estudantes de escolas públicas e particulares de todo o Brasil. Porém, em 2009, o mesmo foi totalmente reformulado, passando a desempenhar um papel mais importante para o futuro dos acadêmicos: proporcionar um ingresso gratuito em universidades públicas e privadas de todo o país.

A prova do Enem

Gabarito do Enem: Como Funciona? Veja aquiA prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é realizada anualmente desde o ano de sua criação, em 1998. Nos dias de hoje, a avaliação é aplicada em dois momentos diferentes, ou seja, são duas provas, que são aplicadas nos dois primeiros domingos consecutivos do mês de novembro.

Os portões dos locais onde são aplicadas a prova do Enem abrem às 12h, horário de Brasília, e fecham às 13h. Já a prova, esta tem início às 13h30 e término, no máximo, até às 19h. Enquanto você estiver na sala do exame, seja realizando a prova ou aguardando pela mesma, não é permitido o uso e o manuseio de qualquer item eletrônico, os quais devem ficar desligados em uma sacola com um lacre.

Quatro áreas de conhecimento são abordadas no Enem, além, é claro, de uma redação. As áreas são:

– Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (Português, Literatura, Educação Física, Artes e Inglês ou Espanhol);

– Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Sociologia, Filosofia e Geografia);

– Matemática e suas Tecnologias;

– Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Biologia e Física).

O que é o gabarito do Enem?

O gabarito do Enem é o documento oficial do exame, o qual conta com todas as respostas corretas referentes às questões presentes na prova. Este gabarito costuma ser lançado poucos dias após a aplicação do exame, e serve para que você possa corrigir juntamente com as suas respostas e fazer uma média da sua possível nota.

Saiba como conferir o gabarito oficial do Enem:

Aqui você acessa o gabarito oficial, que não é divulgado no dia da prova:

– Primeiramente, você acessa o site www.inep.gov.br;

– Após isso, vá na opção “confira o gabarito oficial”;

– Depois, basta ir no tópico “gabarito” e selecionar a cor do seu caderno de prova.

Como consultar gabaritos alternativos

Apesar do gabarito oficial ser publicado somente alguns dias após o exame ter sido de fato aplicado, há diversos outros sites e blogs que montam o seu próprio gabarito para publicarem antes mesmo do “original”.

Estes sites, os quais geralmente são especializados em educação, utilizam de professores para que estes resolvam as questões do Enem poucas horas após a sua aplicação, formulando um gabarito e disponibilizando-o de forma totalmente online e gratuita.

Como já citado anteriormente, são muitos os sites que fazem este tipo de serviço, que ajuda você a tirar um pouco daquela ansiedade que dá por simplesmente ter que aguardar uma divulgação oficial do Enem. Entre os sites mais confiáveis, e extremamente bons, que divulgam este gabarito, estão: o Descomplica, QueroBolsa, G1, Stoodi e muitos mais.

Estes são gabaritos alternativos que, apesar de não serem oficiais, possuem profissionais muito bem qualificados por trás de todo o processo de correção e divulgação. Saiba agora, como conferir os gabaritos de alguns dos principais sites de educação:

Para acessar o gabarito do Descomplica:

– Primeiramente você precisa acessar a página inicial do Descomplica (www.descomplica.com.br);

– Depois, basta você rolar o site para baixo até encontrar o tópico “gabarito”;

– Nele, você seleciona a opção “gabarito do enem” e o ano o qual você deseja consultar;

– Acessando este link, você deve selecionar o dia da prova;

– Por último, basta acessar a cor do caderno de provas referente ao seu.

Para acessar o gabarito do Stoodi:

– Primeiro, acesse a página inicial do Stoodi (www.stoodi.com.br);

– Busque pela opção “gabarito do Enem”;

– No site, você seleciona a área de conhecimento que você deseja corrigir;

– Após isso, selecione a linguagem escolhida por você no Enem e, também, a cor do seu caderno;

– Com isso, basta ir marcando as suas respostas para saber se você acertou ou não;

– Basta repetir o mesmo processo, em cada uma das áreas de conhecimento diferentes.

Tendo em mente todas as maneiras alternativas que nos dão acesso ao gabarito do Enem, seja ele de qual edição for, não dá simplesmente para não ir atrás e dar uma olhada em quantas questões estão corretas em sua prova, não é mesmo. Aproveite a grande variedade de sites existentes hoje em dia que realizam este tipo de serviço para adiantar a sua própria correção.

Além disso, utilize destes gabaritos, principalmente do oficial divulgado pelo INEP, para não só conferir a sua prova, como também corrigi-la e entender cada questãozinha errada. Muito obrigado por ter visitado o nosso site e ter lido este artigo até o final, esperamos que ele tenha lhe ajudado a tirar algumas dúvidas sobre o gabarito do Enem.

Categorias
Uncategorized

IPVA 2021

Ainda não acabou o ano, mas neste último mês, algumas datas para o ano que vem já estão sendo divulgadas, como é o caso do calendário para o pagamento do IPVA 2021. O pagamento adiantado tem desconto e pode ser feito logo no primeiro mês de 2021. Já para o parcelamento, o proprietário do veículo terá que entrar no Detran para solicitar a opção de pagamento parcelado.

O IPVA é um imposto que precisa ser pago todos os anos, pois o não pagamento resulta em dívidas e pontos que podem, inclusive, suspender a carteira de motorista do proprietário do veículo. Este imposto incide sobre diversos tipos de automóveis, desde motos, carros, caminhões e ônibus até aeronaves e diversos tipos de barcos.

 

Dicas de boa direção na estrada

Ajustes: o primeiro passo é ajustar os seus espelhos, assento e controles antes de colocar o carro em marcha. Gaste algum tempo obtendo o ângulo perfeito para os espelhos retrovisores e laterais, porque isso faz toda a diferença na hora de dirigir. Além disso, lembre-se de olhar o nível da gasolina antes de percorrer alguma distância. Ficar sem gasolina no meio de uma via resulta em multas, perda de pontos na carteira e ainda pode gerar um acidente.

Olhe mais adiante: se você está olhando para o carro na frente, não tem ideia do que está acontecendo mais adiante na estrada. Examinar a estrada até 12 segundos à frente dará a você uma quantidade enorme de tempo extra para antecipar e reagir aos perigos, além de contribuir para a eliminação de acidentes de engavetamento, em que você bate na traseira do veículo à sua frente. Olhar mais adiante também economiza combustível e reduz o desgaste dos freios porque você pode começar a ajustar a velocidade muito mais cedo.

Limite de velocidade: dirija no limite de velocidade das placas ou abaixo dele. Você pode ficar tentado a acelerar para chegar ao seu destino mais rápido, mas não vale a pena correr o risco. Os limites de velocidade estão em vigor para proteger você e os outros carros na estrada. Algumas áreas também podem ter limites mínimos de velocidade, como algumas rodovias, então atente-se. Às vezes, o tráfego pode estar se movendo em uma velocidade diferente do limite de velocidade que as placas indicam. Nesse caso, tranquilamente siga a velocidade inferior do tráfego.

Sinalização: Use as setas ao mudar de direção ao virar ou mudar de faixa. A seta alerta os outros motoristas de que você fará um movimento. Ligue seu pisca-pisca pelo menos 5 segundos antes de mudar de faixa ou de virar e deixe-o ligado até concluir o movimento. O pisca alerta é outra sinalização que merece atenção. Ligar o pisca alerta comunica que algo está acontecendo, comunicando que os outros motoristas devem ficar alertas sobre alguma mudança repentina no trânsito.

O trânsito é coletivo, então pense de forma coletiva: Um dos maiores problemas no trânsito está na conduta das pessoas. Atitudes como usar o acostamento para ultrapassar carros em movimento lento ou parados é um exemplo de uma atitude que causa ainda mais caos em situações que já são caóticas como acidentes, pois causam ainda mais lentidão e desorganização. Lembrando que atitudes como esta, de ultrapassar pelo acostamento resultam em multa e pontos na carteira. Confira mais informações no  site oficial do Detran.

Categorias
Uncategorized

Como consultar o IPVA SP: aprenda aqui!

O IPVA SP é um imposto que temos que pagar para que o nosso carro não seja multado. É um imposto que ajuda na manutenção das vias públicas para que o nosso automóvel ande tranquilamente.

Pagar o imposto é fundamental para que todos tenham uma boa via pública funcionando para que não haja acidentes.

Como consultar o IPVA SP

Você pode consultar pela internet o valor do imposto, para isso você deve:

E depois coloque os dados que você precisa para acessar.

Calendário de pagamento do ipva SP

Segundo o calendário IPVA SP você terá que pagar de acordo com estas datas:

  • Final da placa 1 e 2: 28/02 – 29/03 – 30/04 – 31/05 – 28/06 – 31/07;
  • Final da placa 3 e 4: 29/03 – 30/04 – 31/05 – 28/06 – 31/07 – 30/08;
  • Final da placa 5 e 6: 30/04 – 31/05 – 28/06 – 31/07 – 30/08 – 30/09;
  • Final da placa 7 e 8: 31/05 – 28/06 – 31/07 – 30/08 – 30/09 – 31/10;
  • Final da placa 9 e 0: 28/06 – 31/07 – 30/08 – 30/09 – 31/10 – 29/11.

Onde pagar o licenciamento?

Você pode pagar usando um aplicativo do celular pois há um código de barras no carnê do imposto, se você usar o Banco do Brasil é melhor ainda.

Mas você pode pagar também em lotéricas, bancos credenciados e em locais que aceitam o boleto.

O pagamento pode ser feito de duas formas, abatido de uma só vez, com desconto de até 10% ou parcelado em 6 vezes sem desconto.

A quitação poderá ser feita com o carnê ou você pode apresentar o número do Renavam SP 2021.

Bancos que aceitam: Bradesco, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Alíquotas do IPVA SP

A alíquota é um valor pago que diferencia de acordo com o veículo, de acordo com o peso.

Ex:

  • Ônibus e caminhões é pago 1%
  • Motocicletas é pago 4%
  • Automóveis é de 3%
  • Veículos que operam com eletricidade 2%
  • Como entrar em contato com o Detran SP?

Você pode entrar em contato por este site aqui:

https://www.detran.sp.gov.br/

Se você não quiser ter problemas como pontos na carteira, multas e até mesmo o carro aprendido, você deve pagar o seu imposto e manter sua documentação em dia, afinal é melhor andar com a mente tranquila do que com o imposto não pago.

E você, já sabe a data de pagar o seu imposto? Prefere parcelar ou quitar tudo de uma vez?

Deixe seu comentário e se tiver dúvidas e só falar com a gente que nós iremos ajudar você!

Categorias
Uncategorized

Lista de adjetivos mais populares da língua Portuguesa (Brasil)

Os adjetivos são palavras muito importantes que são utilizados para descrever, qualificar ou oferecer características de um substantivo, ou nome. Em português é fundamental aprender a maior quantidade de adjetivos para expressar-se com maior fluidez, por isso, nós selecionamos os adjetivos comuns que podem expandir seu vocabulário relacionado com os seguintes temas: descrever uma pessoa, objetos, lugares e refeições. Ter uma lista de exemplos de adjetivos pode te ajudar na hora de descrever objetos, cenas e manter o seu texto enriquecido de informações.

Cabe destacar que, para fazer uso adequado de adjetivos deve saber que estes correspondem sempre aos substantivos, o que quer dizer que se um substantivo está no plural, o adjetivo deve estar no plural também, ou se um substantivo é feminino, o adjetivo tem que ser feminino.

Quais são os adjetivos mais usados no português?

  • bom;
  • grande;
  • melhor;
  • pior;
  • certo;
  • último;
  • próprio.

Outros adjetivos populares

adorável
afável
afetivo
agradável
ajuizado
alegre
altruísta
amável
amigável
amoroso
aplicado
assertivo
atencioso
atento
autêntico
aventureiro
bacana
benévolo
bondoso
brioso
calmo
carinhoso
carismático
caritativo
cavalheiro
cívico
civilizado
companheiro
compreensivo
comunicativo
confiante
confiável
consciencioso
corajoso
cordial
cortês
credível
criativo
criterioso
cuidadoso
curioso
decente
decoroso
dedicado
descontraído
desenvolto
determinado
digno
diligente
disciplinado
disponível
divertido
doce
educado
eficiente
eloquente
empático
empenhado
empreendedor
encantador
engraçado
entusiasta
escrupuloso
esforçado
esmerado
esperançoso
esplêndido
excelente
extraordinário
extrovertido
feliz
fiel
fofo
forte
franco
generoso
gentil
genuíno
habilidoso
honesto
honrado
honroso
humanitário
humilde
idôneo
imparcial
independente
inovador
íntegro
inteligente
inventivo
justo
leal
legal
livre
maduro
maravilhoso
meigo
modesto
natural
nobre
observador
organizado
otimista
ousado
pacato
paciente
perfeccionista
perseverante
persistente
perspicaz
ponderado
pontual
preocupado
preparado
prestativo
prestável
proativo
produtivo
prudente
racional
respeitador
responsável
sábio
sagaz
sensato
sensível
simpático
sincero
solícito
solidário
sossegado
ternurento
tolerante
tranquilo
transparente
valente
valoroso
verdadeiro
zeloso
agressivo
ansioso
antipático
antissocial
apático
apressado
arrogante
atrevido
autoritário
avarento
birrento
bisbilhoteiro
bruto
calculista
casmurro
chato
cínico
ciumento
colérico
comodista
covarde
crítico
cruel
debochado
depressivo
desafiador
desbocado
descarado
descomedido
desconfiado
descortês
desequilibrado
desleal
desleixado
desmazelado
desmotivado
desobediente
desonesto
desordeiro
despótico
desumano
discriminador
dissimulado
distraído
egoísta
estourado
estressado
exigente
falso
fingido
fraco
frio
frívolo
fútil
ganancioso
grosseiro
grosso
hipócrita
ignorante
impaciente
impertinente
impetuoso
impiedoso
imponderado
impostor
imprudente
impulsivo
incompetente
inconstante
inconveniente
incorreto
indeciso
indecoroso
indelicado
indiferente
infiel
inflexível
injusto
inseguro
insensato
insincero
instável
insuportável
interesseiro
intolerante
intransigente
irracional
irascível
irrequieto
irresponsável
irritadiço
malandro
maldoso
malicioso
malvado
mandão
manhoso
maquiavélico
medroso
mentiroso
mesquinho
narcisista
negligente
nervoso
neurótico
obcecado
odioso
oportunista
orgulhoso
pedante
pessimista
pé-frio
possessivo
precipitado
preconceituoso
preguiçoso
prepotente
presunçoso
problemático
quezilento
rancoroso
relapso
rigoroso
rabugento
rude
sarcástico
sedentário
teimoso
tímido
tirano
traiçoeiro
traidor
trapaceiro
tendencioso
trocista
vagabundo
vaidoso
vulnerável
vigarista
xenófobo

Sempre que precisar usar um adjetivo que não tem certeza qual o melhor use um dicionário online para te ajudar a escolher o melhor de acordo com o momento em que está o utilizando. Boa redação!

Categorias
Uncategorized

O que são orações subordinadas adverbiais?

As orações subordinadas adverbiais causais são aquelas introduzidas por conjunções ou locuções conjuntivas causais. Elas indicam a causa do efeito expresso na oração principal.

Exemplo de oração subordinada adjetiva causal desenvolvida:

  • Celso está endividado porque andou gastando demais.

Exemplo de reduzida: 

  • Celso está endividado por gastar demais.

Orações subordinadas adverbiais comparativas

As adverbiais comparativas são aquelas que indicam comparação com a ideia contida na oração principal. São sempre desenvolvidas, ou seja, introduzidas por conjunção subordinativa.

Há dois tipos de adverbiais comparativas:

  • A simples, quando introduzida pela conjunção como (nesse caso, o verbo da oração subordinada fica elíptico, ou seja, oculto, pois é o mesmo da oração principal):
    • Ricardo joga como um jogador profissional [joga].
  • A correlatada, introduzida por um termo correlacionado com outro da oração principal, frequentemente com estruturas de grau.
    • Pedro trabalha tanto quanto eu [trabalho].

Orações subordinadas adverbiais concessivas

Quando indicam concessão, ou seja, quando apresentam um fato contrário ao da oração principal, mas que não possuem força para impedir que a ação inicial ocorra. São introduzidas por uma conjunção ou locução concessiva. Além disso, o verbo está sempre no subjuntivo.

Algumas das conjunções/locuções mais comuns são: embora, ainda que, dado que, posto que, mesmo que, por mais (menos, pouco), que, mesmo etc.

Exemplo de desenvolvida:

  • Giovanna não reprovou de ano, embora não tenha estudado o suficiente.

Exemplo de reduzida:

  • Giovanna não reprovou de ano, apesar de não ter estudado o suficiente.

Orações subordinadas adverbiais condicionais

Indicam a condição para que a ação da oração principal ocorra. Quando desenvolvidas, são introduzidas por conjunções/locuções condicionais, sendo as principais delas: se, caso, exceto se, contanto que, a não ser que etc.

Exemplo de desenvolvida:

  • Se a minha mãe deixasse, eu jogaria bola na rua.

Exemplo de reduzida:

  • Feito com carinho, qualquer bolo fica bom.

Orações subordinadas adverbiais conformativas

Denotam conformidade entre a informação contida na subordinada com a informação da oração principal. São sempre desenvolvidas e iniciadas por uma das conjunções/locuções a seguir: conforme, consoante, como, segundo etc.

Exemplo de desenvolvida:

  • Conforme prometido, o pacote chegará até amanhã.

Orações subordinadas adverbiais consecutivas

Expressam a consequência, o efeito, o resultado da declaração feita na oração principal.

As desenvolvidas podem ser:

  • Simples, quando introduzidas por: que, assim que, de modo que, sem que
    • Marcela não podia olhar para ele sem que risse.
  • Correlata, quando introduzida por um “que” correlacionado com um adjetivo ou advérbio intensivo da oração principal:
    • O pedido foi tão romântico que me deixou sem palavras

Já as reduzidas são simples reduções das anteriores, como:

  • Marcela não podia olhar para ele sem rir.

Orações subordinadas adverbiais finais

Expressam a finalidade da ação contida na oração principal. As desenvolvidas são sempre com verbos no subjuntivo e são introduzidas por: para que, a fim de que, porque, que etc. Já as reduzidas, vão sempre para o infinitivo e são precedidas pelas preposições: para, a fim de e por.

Exemplo de desenvolvida:

  • Fingiu passar mal para que fosse liberado mais cedo.

Exemplo de reduzida:

  • Fingiu passar mal para sair mais cedo.

Orações subordinadas adverbiais locativas

As locativas são aquelas que indicam lugares. Alguns gramáticos não a consideram como uma categoria de subordinadas adverbiais, tampouco a nomenclatura gramatical brasileira.

Elas sempre derivam de orações adjetivas com pronome relativo “onde”, seguindo uma estrutura bastante fixa. O gramático Celso Pedro Luft a reconhece como uma oração subordinada adverbial em sua Moderna Gramática Brasileira (2002, p. 88) e cita o seguinte exemplo, dentre outros:

  • Onde manda o amor, não há outro senhor”.

Orações subordinadas adverbiais modais

Indicam o modo/a maneira como a ideia presente na oração principal é realizada. As desenvolvidas são introduzidas por: como, qual, bem como, sem que etc.

Exemplo de desenvolvida:

  • Anderson agiu como devia.

Exemplo de reduzida:

  • Por favor, coma sem fazer barulho.

Orações subordinadas adverbiais proporcionais

Indicam proporção, ou seja, aumento ou diminuição que se faz em comparação a outro aumento ou diminuição. Podem ser:

  • Simples, quando são introduzidas por: à proporção que, à medida que
    • Ex: À medida que você for subindo na carreira, determine-se cada vez mais.
  • Correlativa, quando há correlação entre um termo da oração principal e outro da subordinada:
    • Ex: Quanto mais você se esforça, tanto mais você conquista.

Orações subordinadas adverbiais temporais

É responsável por indicar o tempo de ocorrência daquilo que foi enunciado na oração principal. Assim, traz-se à cena se determinado coisa aconteceu antes de outra, depois de outra, ao mesmo tempo etc.

Quando desenvolvida, é introduzida por conjunções/locuções como: quando, enquanto, assim que, logo que, antes/depois que, sempre que etc.

Exemplo de desenvolvida:

  • Sempre que eu estudo, eu vou melhor nos exames.

Exemplo de reduzida:

  • Antes de eu sair, desliguei todas as luzes.
Categorias
Uncategorized

Bahia adotará licenciamento digital (CRLV) a partir de 2020 – Veja como usar

Foi divulgado pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) que o estado irá introduzir o sistema de CRLV digital na Bahia . Sendo assim, a partir do ano que vem quem pagar a taxa de licenciamento anual obrigatório poderá baixar o aplicativo para obter a nova versão virtual do documento, que pode ser acessada mesmo offline pelo app.

A decisão para a adoção do Certificado de Registro e Licenciamento Veicular foi uma decisão em parceria com o Departamento Nacional de trânsito (Denatran) que pretende garantir a inclusão de todos os estados com a nova versão do documento a partir do licenciamento de 2020. Afinal, ao adotar  o método não é só o consumidor que sai ganhando, ao ter mais uma opção de apresentação do documento obrigatório para a condução de veículos. O Detran e o Serviço Federal de Processamento de Dados também conseguem compartilhar informações por meio do aplicativo, facilitando a busca por informações jurídicas e agilizando alguns processos internos dos órgãos.

Para obter a CNH e o CRLV digital o cidadão precisa baixar o aplicativo CDT, disponível gratuitamente para aplicativos na Google Play e Apple Store, respectivamente. Ao fazer o download do software basta completar as informações básicas para cadastrar o documento. Nesse primeiro momento, será preciso conexão com a internet para realização do processo. A partir do momento que a versão digital do documento for autorizada (a validação é informada por e-mail pelo Detran-BA), o candidato poderá usar o CRLV e CNH cadastrados em seu celular, por meio do app, mesmo offline.

Mas vale lembrar que somente veículos com licenciamento em dia e as carteiras que possuem o QR Code poderão ser cadastrados. Por isso, se quer ter o aplicativo para conseguir usar a CNH na versão digital e ainda a usa na versão antiga será preciso antes pedir uma segunda via do documento, coisa que pode ser feita pelo site do Detran BA e custa uma taxa de R$ 62,00  – conforme valores da tabela de serviços de 2019.

Categorias
Uncategorized

Como funciona o sistema de emplacamento e licenciamento no Brasil

Matrículas de veículos brasileiros são emitidas pelos Estados Unidos. Cada Estado tem um Departamento de Trânsito (DETRAN) que é cobrado com o registro de veículos e cobrança de imposto automóvel, mas as placas são padronizadas em todo o país e formam uma base de dados Nacional de registro de veículos.

O sistema atual, sendo gradualmente eliminado em favor das placas padrão do Mercosul, foi criado em 1990 e foi nomeado Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM). Ele usa a forma “LLL·NNN”, onde LLL é uma combinação de três letras seguida por um número de quatro dígitos com um ponto entre as letras e os números. Uma combinação dada a um veículo permanece com ele “para toda a vida” – ele não pode ser mudado ou transferido para outro veículo. As chapas de vaidade são permitidas desde que obedeçam ao mesmo padrão que as chapas não-vaidosas.

Depois de feito o emplacamento é emitido em até 5 dias o Certificado de Licenciamento e Registro Veicular (CRLV) o documento precisa ser atualizado todos os anos via pagamento de uma taxa de atualização, a qual pode ser acessara por meio do site licenciamento2019.org que ensina como emiti-la nos principais estados do Brasil.

Acima da combinação está uma banda metálica com a abreviatura de Estado (SP = São Paulo, RJ = Rio de Janeiro, PR = Paraná, AM = Amazonas etc.) e o nome do município em que o veículo está matriculado. Esta faixa tem que ser alterada quando um veículo precisa ser registrado em um município diferente. As chapas de matrícula da retaguarda estão ligadas ao veículo por um selo de plástico. Os selos quebrados invalidam a chapa de matrícula, que tem de ser selada novamente pelas autoridades. Os selos precisam ser quebrados para mudar as marcas de Estado/Município.

O tamanho das placas de matrícula brasileiras foi padronizado para 400 x 130 mm (15″ x 5″ aprox.) em 2008 e novamente atualizada em 2019 com a regulamentação da placa Mercosul. Essa padronização também requer um tipo único conhecido como”Seguro Obrigatório”, que é semelhante ao tipo de letra usado em placas Britânicas introduzidas lá em 2001.

Significado das cores das placas brasileiras

  • preto a cinzento: veículos privados
  • branco em vermelho: qualquer tipo de transporte pago (ônibus, táxis, etc.)
  • vermelho sobre Branco: Escola de condução (autoescola em português)
  • preto sobre branco: Uso oficial (carros propriedade do governo: departamentos de polícia, bombeiros, serviços públicos federais, estaduais ou municipais)
  • branco sobre verde: placas do fabricante para veículos em ensaio, dealer-testing ,ou, em alguns casos, test-drive (na maioria dos casos, carros de test-drive são registrados para a concessionária e, portanto, usar preto em placas cinzentas; carros de propriedade privada que estão sendo testados após reparos geralmente levam placas verdes de revendedor montado sobre o seu preto em placas cinzentas)
    branco sobre Azul: uso diplomático (neste caso no formato CD 1234 ou CC 1234) ou licenças mais recentes como EMB 1234)
Categorias
Uncategorized

Congelamentos na educação brasileira fazem estudantes migrarem para América Latina

Os Rankings universitários latino-americanos do ano passado foram inaugurados em cinco universidades brasileiras no top 10, incluindo a líder geral da Universidade de São Paulo-a única universidade latino-americana a aparecer dentro do top 300 em uma lista das melhores universidades do mundo.

No geral, as universidades brasileiras ocupam 23 dos 50 maiores rankings latino-americanos.

Falando a Times Higher Education (THE), Carolina Guzmán-Valenzuela, pesquisador do Centro para Pesquisas Avançadas em Educação da Universidade do Chile, disse que o sucesso do Brasil no ranking reflete a sua elevada resultados de pesquisa, de alta produção de patentes, e a alta de pesquisa e desenvolvimento os gastos como proporção do produto interno bruto (1.15%) em comparação com os seus vizinhos da região, como México (0.426%) e Chile (0.363%).

Congelamento das despesas

Enquanto o Brasil atualmente domina o ensino superior na América Latina, existem receios de que o progresso nas universidades brasileiras venha a estagnar nos próximos anos.

Isso é devido a um controverso limite de gastos acordado pelo Senado do Brasil em dezembro de 2016. A PAC, conhecida como PEC 55, limitará os aumentos das despesas públicas à taxa de inflação nos próximos 20 anos. No mesmo ano o Fies sofreu cortes (novamente em 2019) e quem consulta ao inscricoesfies2019.com.br para fazer a inscrição já tem chances de acabar não conseguindo ter o crédito estudantil aprovado conforme as regras do Novo Fies.

Considerando como a inflação é aferida, Pedro Paulo Zahluth Bastos, Professor Associado em Economia da Universidade de Campinas (segundo lugar na tabela das universidades latino-americanas), estima que os gastos com educação por criança cairão em quase um terço, e as despesas com saúde por paciente diminuirão em quase 10%.

O congelamento dos gastos está a ser protestado tanto por estudantes que ocupam escolas como por acadêmicos, com 19 organismos do ensino superior a escrever uma carta ao governo pedindo-lhes que excluam a Ciência e a educação da PEC 55.

No artigo publicado pela revista Nature, cientistas brasileiros advertiram que os cortes de gastos vão significar “o fim da ciência” no Brasil. Isto porque, como mostra o gráfico abaixo, desde que a economia brasileira caiu em 2014, alimentada pela queda dos preços do petróleo, os gastos com a ciência já caíram para o seu nível mais baixo nos últimos sete anos.

Brasileiros vêm oportunidades no Chile

Em um documento de trabalho da OCDE de 2013, a razão para o investimento no ensino superior na Ibero-América, o Brasil foi apenas um dos três países latino-americanos a investir mais do que a média da OCDE na educação, que é de 1,5% do PIB.

Das outras duas nações a investir acima da média da OCDE – Chile e Colômbia – é o Chile que parece estar em melhor posição para se aproveitar se, como previsto, o congelamento dos gastos da PEC 55 significa que os gastos do Brasil com o ensino superior diminuem em porcentagem do PIB.

A Pontifícia Universidade Católica do Chile e a Universidade do Chile foram colocadas em terceiro e quarto lugar, respectivamente, no Ranking da Universidade latino-americana, e no total as universidades chilenas foram responsáveis por 11 das 50 melhores instituições de ensino superior da região.

Na verdade, o Chile foi nomeado por vezes o Ensino Superior como um país a observar quando se trata de ensino superior.

Categorias
Uncategorized

É verdade que o Xtrasize aumenta o tamanho do pênis?

De acordo com os estudos realizados pelo Instituto Kinsey, o tamanho médio do pênis é de cerca de 5,5 polegadas. A verdade brutal, entretanto, é que um pênis deste tamanho não pode satisfazer completamente qualquer mulher – pênis demasiado pequeno não é capaz de alcançar as áreas mais sensíveis que são profundas dentro da vagina. Mesmo que sejas um grande amante, não podes explorar todo o teu potencial sem um tamanho apropriado.

Felizmente, o tamanho do teu pênis não é algo que não possas mudar. Pensa por um momento como é possível que cada estrela porno que tens a oportunidade de ver tenha um pênis muito maior do que a média? As estrelas Porno não são “super-homens” de forma alguma. Xtrasize aumenta o tamanho do pênis

O pênis é composto por dois corpos cavernosos e um único corpo spongiosum, que terminam no pênis glans. Quando se fica erecto, ficam cheios de sangue e expandem-se. Como resultado, o pênis fica mais comprido e mais espesso.

Como pode ver, o tamanho do corpo cavernosa determina o tamanho do seu pênis quando erecto, mais do que qualquer outra coisa, assim como a sua capacidade de satisfazer uma mulher. Portanto, se você estava na dúvida se iria começar a usar as cápsulas para ter uma melhor relação sexual ou não agora já pode ter a certeza de que o xtrasize original funciona de verdade, e é muito pouco provável de que não trará mudanças nas suas relações sexuais.

>> Veja aqui a avaliação completa do Xtrasize <<

Há alguma forma segura e indolor de aumentar o pênis?

Vamos deixar claro – não é possível aumentar o tamanho do seu pênis de uma forma mecânica. Não acredito em extenders e bombas – eles não funcionam. Não te metas numa operação. Nenhuma das formas irá aumentar o seu pênis-eles só podem causar dor e desconforto durante a ereção.

Felizmente, não é necessário aumentar o tamanho de seu pênis de uma forma mecânica para torná-lo maior.

Você já sabe que corpora cavernosa, de que o pênis é feito, determina o tamanho do seu pênis. Acontece que é possível aumentar a capacidade do corpora cavernosa e assim aumentar o tamanho de seu pênis quando ereto. XtraSize irá ajudá-lo a aumentar o tamanho e a capacidade dos corpos cavernosos dentro do seu pênis e aumentá-lo permanentemente, assim como já se mostrou estudos sobre como aumentar o tamanho do seu amigo lá de baixo. 

XtraSize é um suplemento dietético, que visa diretamente corpora cavernosa dentro do seu pénis, aumentando o seu tamanho e capacidade desta forma. Torna o seu pênis erecto muito maior do que antes de tomar o suplemento. Como resultado, fica mais longo e mais espesso. Além disso, você consegue ereções muito mais intensas e obtém o máximo prazer.

Devido a uma fórmula Americana única, os resultados produzidos pela XtraSize são duradouros – eles não vão desaparecer quando você terminar o tratamento. O aumento do tamanho do corpora cavernosa não vai diminuir, fazendo você e seu parceiro desfrutar dos benefícios do aumento do tamanho do seu pênis agora e no futuro.